domingo, abril 09, 2006

Saudade.

Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.
(C.L.)

2 comentários:

Raisa disse...

Às vezes já se nasce com saudade. Há sempre uma angústia por perto. Acho que é esse o dom de algumas pessoas: o de sentir falta. Sinal de egoísmo, não é? Ah... odeio sentir saudade.

charlie disse...

eu acho que depende. na maioria das vezes sentimos saudade do outro, é uma espécie de altruísmo... mas no meu caso em particular, eu sinto saudade de mim mesmo, muitas vezes. principalmente quando lembro da época de morada no interior. saudade do que eu era. lágrimas de sangue. sic.
mas o texto foi saudade de um outro ente que não eu.